ATROPELÔMETRO

animais foram mortos somente este ano em nossas estradas.

*Dados atualizados em tempo real embasado no algoritmo de estimativa de atropelamentos desenvolvido pelo CBEE.

Apresentação



O atropelômetro é uma iniciativa do CBEE e estima em tempo real o número de vertebrados terrestres silvestres mortos por atropelamento nas rodovias brasileiras.

Nossas estimativas mostram que mais de 15 animais morrem nas estradas brasileiras a cada segundo. Diariamente, devem morrer mais de 1,3 milhões de animais e ao final de um ano, até 475 milhões de animais selvagens são atropelados no Brasil.

Estes números são tão assombrosos porque a grande maioria dos animais mortos por atropelamento são pequenos vertebrados, como sapos, pequenas aves, cobras, entre outros. Nossa estimativa é que morrem aproximadamente 430 milhões de pequenos animais. O restante dos 45 milhões se dividem em 40 milhões de animais de médio porte (p.ex. gambás, lebres, macacos) e 5 milhões são de grande porte (p.ex. onça-parda, lobos-guarás, onça-pintadas, antas, capivaras).

Os números aqui apresentados, apesar de elevados, são baseados em um estudo que considerou 14 artigos científicos publicados em diferentes revistas brasileiras e que foram realizados em vários biomas. A partir destes artigos, calculamos uma taxa de atropelamento médio para o Brasil. Como a maioria dos trabalhos brasileiros são realizados em rodovias federais de pista simples, a taxa calculada foi usada como referência para este tipo de rodovia. Rodovias estaduais e municipais, assim como estradas de terra tiveram taxas de atropelamento menores.

Os valores que você verá nesta página também levam em conta o número de veículos registrados em cada estado em relação a sua área. Assim, se compararmos dois estados com a mesma área e com número de veículos diferentes, o que tem mais carro terá mais animais atropelados.